Ministério da Economia remaneja R$ 60 milhões para combate a incêndios

 



O Ministério da Economia informou que está remanejando R$ 60 milhões de seu limite de pagamento para o Ministério do Meio Ambiente (MMA), segundo nota. O dinheiro será destinado ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para o combate às queimadas e ao desmatamento ilegal.

Ibama volta atrás e envia brigadas de incêndio de volta a campo

A decisão havia sido antecipada pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, dois dias após ter suspendido as atividades das brigadas de incêndio florestal, o que gerou críticas de ambientalistas e da Associação Nacional de Servidores do Meio Ambiente (Ascema). No Twitter, Salles escreveu: “Tks PG!”, em agradecimento ao ministro da Economia, Paulo Guedes.

Dados do Instituto de Pesquisas Espaciais (Inpe) apontam que em 2020 foram registrados 89.136 focos de incêndio na Amazônia, um aumento de 25% em relação ao ano anterior, que já havia registrado um aumento de 32%. No caso do Pantanal, foi registrado um aumento de 217% em 2020 e no ano anterior foi contabilizado aumento de 338%.

A portaria remanejando os R$ 60 milhões será publicada no Diário Oficial da União (DOU) entre hoje e segunda-feira (26). O Ibama informou que também houve remanejamento de R$ 16 milhões em recursos do próprio Ministério do Meio Ambiente.

Oposição quer CPI sobre Flávio Bolsonaro por uso do GSI contra investigações

CONTINUAR LENDO

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem